sábado, abril 30, 2011

Valência, Cidade da Ciência Abril 2011
Jardins,  Abril 2011


Jardins,  Abril 2011
No meu jardim, Abril, 2011

Boa nova

Eu bem dizia que o mês de Maio vai ser interessante e cheio de boas novas.

E que devemos estar atentos e não baixar a guarda, porque vale sempre a pena.
Este blogue é lido em roma

quarta-feira, abril 27, 2011

Conta-me como foi

Dona Rosalina, dizia assim, " onde comem quatro,  comem seis".
E assim era, como que por mágica repartição do pão, mais um pouco de água no refogado, azeite, uma pitada de condimentos certos, a parca carne partida em bocados mais miúdos,  mais um bocado de massa ou ervilhas, o guisado miraculosamente expandia-se na panela, e a comida, que parecia pouca, às vezes ainda sobrava depois de todos saciados. Claro que Dona Rosalinda era sempre a última a comer e às vezes contentava-se com os pequenos restos dos pratos que raspava meticulosamente com um bocado de pão..
Era um tempo antigo, salazarento, onde as crianças passavam fome e morriam como tordos. Não havia semana em que o sino não tocasse para mais uma procissão de "anjinhos"  e um talhão inteiro do cemitério estava-lhes dedicado. Por isso Dona Rosalinda abria as portas da cozinha aos sábados e os miúdos vinham em bando ao fim da tarde - um malga de sopa, meia dúzia de azeitonas,  bacalhau seco e um guizado de chorar or mais. Às vezes a catraida era tanta que o coelho acabado de matar não dava mesmo para todos - mas ainda assim, o suculento arroz pingava nos pratos e a miudagem lambuzava-se como podia.
Talvez tenha salvo algum catraio da procissão dos anjinhos, pensava ela.

Acolhimento

A comida chega sempre para todos. Se houver pouca comida, ainda assim chega - reparte-se mais o bocadinho que há. Também ninguém fica a dormir na rua. Se for preciso amontoa-se toda a gente num canto da casa, mas na rua, ninguém dorme , família, amigos ou estrangeiro que busque abrigo.
Uma bela mulher negra ensinou-me ontem estas coisas.No país dela é assim.

Vampiresco

"Uma ampola com sangue de João Paulo II vai ser exposta como relíquia no rito de beatificação do Papa polaco, marcado para o próximo dia 1 de maio, anunciou hoje o Vaticano."
Há qualquer coisa de mórbido e mágico  nesta exposição de fluidos humanos com fins de adoração.

sábado, abril 23, 2011

Òbvio

"Entre infectar alguém ou usar um preservativo, a escolha é óbvia."

D. Manuel Clemente, Bispo do Porto , Abril  2011

A ressurreição não é um fenómeno físico

“O fato que de seu corpo ressuscitado não tenha as mesmas características de antes, o que significa? O que significa, exatamente, ‘corpo glorioso’? E a ressurreição, será assim também para nós?”.

Bento XVI  - “Naturalmente,  não podemos definir o corpo glorioso, porque esta além da nossa experiência. Só podemos interpretar alguns dos sinais que Jesus nos deu para entender, ao menos um pouco, para onde esta realidade aponta.”: “Jesus assumiu também a matéria, razão pela qual a matéria também está destinada à eternidade”. Cristo “assumiu esta matéria em uma nova forma de vida: Jesus não morre mais, ou seja, está muito além das leis da biologia, da física, porque os submetidos a elas morrem. (...) É uma vida nova, que já não está sujeita à morte, e essa é a nossa grande promessa”.

O Inferno não é um lugar - catequese papal

Já João Paulo II o tinha escrito."Nem o inferno é uma «fornalha» nem o céu «um lugar».Ou seja,  céu e o inferno não são lugares físicos e reais, afirmou O papa João Paulo II: «O céu não é o paraíso nas nuvens nem o inferno é a terradora fornalha. O primeiro, é uma situação em que existe comunhão com Deus e o segundo é uma situação de rejeição".

Hoje, Bento XVI confirmou esta doutrina da Igreja.
À pergunta: O que Jesus fez no lapso de tempo entre a morte e a ressurreição? E, já que no Credo se diz que Jesus, depois da morte, desceu ao inferno, podemos pensar que isso é algo que acontecerá connosco também, depois da morte, antes de ascender ao céu?”.

O Papa  explicou: “este descenso da alma de Jesus não deve ser imaginado como uma viagem geográfica, local, de um continente a outro. É uma viagem da alma. É preciso levar em consideração que a alma de Jesus sempre toca o Pai, está sempre em contato com o Pai, mas, ao mesmo tempo, esta alma humana se estende até os últimos confins do ser humano. Neste sentido, desce às profundezas, vai até os perdidos, dirige-se a todos aqueles que não alcançaram a meta das suas vidas. Esta palavra da descida do Senhor aos infernos significa, sobretudo, que Jesus alcança também o passado; que a eficácia da redenção não começa no ano zero ou no ano trinta, mas que chega ao passado, abrange o passado, todas as pessoas de todos os tempos”.
"A função do sacerdócio é consagrar o mundo a fim de que se torne hóstia viva, para que o mundo se torne liturgia: que a liturgia não seja algo ao lado da realidade do mundo, mas que o próprio mundo se torne hóstia viva, se torne liturgia. É a grande visão que depois teve também Teilhard de Chardin: no final teremos uma verdadeira liturgia cósmica, onde o cosmos se torne hóstia viva"
  Papa Bento XVI, 24 de Julho de 2009 

Mundo - População mundial está a atingir sete mil milhões de habitantes - RTP Noticias, Vídeo

Mundo - População mundial está a atingir sete mil milhões de habitantes - RTP Noticias, Vídeo

Se não invertermos esta situação, estamos à beira da extinção.

Mundo - Bento XVI deu uma entrevista original na televisão italiana - RTP Noticias, Vídeo

Mundo - Bento XVI deu uma entrevista original na televisão italiana - RTP Noticias, Vídeo

sexta-feira, abril 22, 2011

PIOR que a IURD

Dona Natália iniciou um tratamento (quimioterapia intensiva ) e graças a isso controlou metástases cerebrais . Mas claro que o Milagre não foi da quimioterapia, foi do padre James.
Dona Sousa garante que o padre jemesis  é a cura da “atenção arterial” e que incita os pobres velhos senis a pararem com a medicação. Qualquer cardiologista lhes dirá que isto é um crime ( quantos AVC e enfartes terá o James provocado?). Os retiros do padre jemesis também são bons para mal do estômago.
Dona Deolinda foi operada ao um tumor da hipófise. Cirurgia bem sucedida, sem sequelas, com êxito. Mas quem a curou não foi o cirurgião foi o padre jamesi.
As dores e costas e bicos de papagaio também beneficiam dos auspícios do senhor "bispo"(???) milagreiro. A Cura de enxaqueca também é garantida .Também cura nódulos na tiróide. Penso que também deve curar hemorróidas, ma não apareceu nenhum testemunho, pelo que  a dúvida permanece.
Entre isto e a IURD, não há qualquer diferença ( também pagam e bem)
A vergonhosa exploração do sofrimento humano, a mentira pegajosa e o peditório descarado..
Mas isto passa-se em Fátima e num culto dito católico.
Acho que os Bispos andam a dormir.

II. Testemunhos Fatima 2010

De joelhos

"Jesus presta aos seus discípulos um serviço próprio dos escravos (...) Num acto simbólico, Jesus clarifica o conjunto do seu serviço salvífico. Despoja-se do seu esplendor divino, ajoelha-se, por assim dizer, diante de nós, para lavar e limpar os pés sujos e fazer-nos dignos de participar do banquete nupcial de Deus (...). O gesto do lava-pés expressa precisamente isto: o amor serviçal de Jesus livra-nos do nosso orgulho e torna-nos dignos de Deus, torna-nos 'puros' ".


Joseph Ratzinger-Bento XVI, Jesus de Nazaré. II Parte. Página 73

quarta-feira, abril 20, 2011

Relembrando os clássicos


Fizeram furor na antiguidade televisiva. Mas hoje, Florindo  Abelha, e sua mulher, Dona Pombinha seriam  ícones blogosféricos na preservação da boa fé e bons costumes. Embora Florindo seja sempre um nome dúbio, a  lembrar ambivalências  sexuais reprimidas,  a doçura erótica da dona pombinha, mais ou menos bolorenta, justificaria  os sagrados deveres do matrimónio (Close your eyes and think of England), a missa em latim  e o medo atávico de progressismos hereges.
Estou mesmo a imaginar o Florindo Abelha , amante da cultura,  a escrever posts atrás de posts, na defesa da vera  tradição, secundado pelos  efebos que cirandam nestes círculos. Mais ou menos bigodaça, mais ou menos bigodis, não deixaria os seus préstimos por mãos alheias.

terça-feira, abril 19, 2011

MODERNIDADE

O Vaticano vai realizar um encontro de bloggers. Dos blogues católicos seleccionados, nenhum é de portugal e poucos falam Português


Mas aqui ficam os resistentes:
Jovens sem Fronteiras

Medidas de Fé

De qualquer forma, aqui fica um link de um blogue selecionado  - muito interessante -  sobre as questões da religião na blogosfera:
Religion en libertad

Kinder, Küche, Kirche

"As mulheres têm o mesmo papel que os homens e têm mais um, que faz com que ainda sejam mais importantes no Opus Dei - é exactamente por serem mulheres que têm essa capacidade de cuidarem da casa. Toda a mulher tem uma vocação para mãe e dona de casa, mesmo que não seja mãe na prática"

Palavras para quê? È da Opus, por supuesto,  e falou-se no seu nome para  novo Bispo de Coimbra. O seu lema seria : "Kinder, Küche, Kirche " para uma "nova" pastoral do mulherio, soit disant, pastoral  da família.
A putativa escolha é dúbia, cheia de anticorpos  e envolta em manobras de bastidores. Um ambiente de perplexidade e alguma tensão circula nos círculos eclesiásticos assim que esta notícia foi conhecida. È que outros nomes, bem mais queridos,  também circulam no diz-que-disse habitual.
Consta que só os Opianos da cidade (um punhado de figuras na sombra,  a maior parte médicos e professores) andam bastante excitados com a peregrina ideia . (Ia escrever Opióides mas podia ser mal interpretada. Se a religião é o ópio do povo, como dizia o outro,  os da Opus são consumidores alienados).

De qualquer forma, percebe-se a aflição de alguns sobre os bispos de Coimbra. Por exemplo, o pobre Sarto tem andado muito aflito com a possibilidade que alguém " se entusiasme de tal maneira que, em manifestação pública das suas obsessões doentias, chegue ao ponto de perguntar despropositadamente ao Bispo de Coimbra se ele se masturba e com que frequência" (sic).

A ideia só pode vir de uma alma  particularmente atribulada, mas exprime bem as preocupações mais fundas dos defensores da missa tridentina relativamente ao múnus episcopal.

Tristes tridentes

Entretanto, os tridentes ( os mesmos que há cerca de dois anos anunciavam insuperáveis vitórias) andam por estes dias de monco caído a pontos de se envolverem em animadas lutas de saias, ou de batinas, que é a mesma coisa, mas que tem dado origem a divertidas piadas sobre lutas na lama.
Andam mesmo desiludidos, coitados.
Ao que parece , o Vaticano considera que reputados teólogos das FP "n’ont pas le niveau pour discuter, et que leur formation néothomiste les a fossilisés aux années 30. "

È impossível  difícil discutir com fósseis. Muito menos teologia .

De resto , â desilusão dos tridentes, o Vaticano responde assim.



domingo, abril 17, 2011

Entretanto, em Espanha

"Los moderados y progresistas (para entendernos) se resisten a morir asfixiados por el sector conservador, que lo copa todo y amenaza no sólo con dejarles sin aire, sino incluso con anatematizarlos y declararlos herejes. Y, por supuesto, marginarlos, confinarlos, dejarlos sin representatividad eclesiástica, desactivar los órganos colegiados de corresponsabilidad y volver a la Iglesia piramidal de los obispos-señores-del-ordeno-y-mando. Es decir, enterrar el Vaticano II. Pero el sector moderado mayoritario que, durante estos últimos años, cedió todo el espacio y se retiró a sus cuarteles de invierno en espera de que escampase, ya no aguanta más. Y lo dice públicamente.
Hasta ahora, en aras de una comunión mal entendida y utilizada por la jerarquía como la gran línea roja a no cruzar, los curas (descontentos y desilusionados ante tanto obispo impuesto y que sólo sabe ver por la lente de los nuevos movimientos neoconservadores) se manteían callados. Pero ya no aguantan más y se han organizado en foros, que proliferan. Y unidos dicen lo que qpiensan a sus pastores y a la opinión pública. En foros que están surgiendo por toda España. Desde Cataluña a Asturias, pasando por Madrid o Bilbao. Los últimos en pronunciarse fueron precisamente los curas bilbaínos, que denuncian a una Iglesia que opta por el espectáculo público (JMJ) en vez de por la evangelización y por el apoyo exclusivo a las iniciativas de la derecha eclesiástica.
La polarización eclesial es evidente en España"


Por cá, alguns tentam copiar este modelo eclesial ultracatólico e neofascista, simpaticamente apelidado de "conservador " e "tradicionalista" à laia da opus dei, quicos, tridentes  e afins.

Lá diz o povo, e com razão - de espanha, nem bom vento nem bom casamento.

Nas margens

A iniciativa  contou com as participações do Bispo de Coimbra, D. Albino Cleto, do cientista e divulgador científico Carlos Fiolhais, da actriz Susana Arrais, do deputado João Serpa Oliva, do antigo político Fernando Nogueira e do ex-secretário-geral da UGT, Torres Couto, entre mais de 15 convidados.
“Que Deus para hoje?”, “Viver na sociedade da imagem”, “Manter a integridade possível”, “Pensar a Igreja plural”, “Que mundo a construir?” e “No centro e nas margens” constituíram os temas dos painéis e conferências. Um excelente exemplo de uma Igreja de acolhimento, renovada e atenta aos jovens.

A propósito de margens e fronteiras, vale a pena ler este apontamento.

mais um casamento real

Yes we can

Na página 227 do YouCat, umcatecismo que vai ser distribuído a todos os jovens que vão participar mas Jornadas Mundiais de Juventude pode ler-se a pergunta: “Pode um casal cristão recorrer a métodos contraceptivos?”. Na resposta lê-se: “Sim, um casal cristão pode  e deve ser responsável na sua faculdade de dar vida."
Uma verdadeira "lufada de ar fresco".

Mas logo as almas menos castas se remoeram  de inveja e toca a acrescentar ao catecismo uma piquena errata a a falar em  métodos de regulação da fertilidade, que toda a gente sabe que são métodos contraceptivos, isto claro se não se enredarem em  eufemismos farisaicos.

Claro que os jovens respiraram de alívio.
Podem  ir descansados para as JMJ, com as carteiras de pílulas e resmas de preservativos como é habitual em todas as Jornadas da Juventude, com papa ou sem papa.  Como toda a gente sabe, quando se juntam uns milhares de jovens, emoções,  música e alcóol, calor de agosto, madrid no seu melhor, com religião ou não, o amor anda no ar .

Sejam  responsáveis.

Escândalo e loucura

"Los primeros cristianos lo sabían. Su fe en un Dios crucificado sólo podía ser considerada como un escándalo y una locura. ¿A quién se le había ocurrido decir algo tan absurdo y horrendo de Dios? Nunca religión alguna se ha atrevido a confesar algo semejante. Ciertamente, lo primero que todos descubrimos en el crucificado del Gólgota, torturado injustamente hasta la muerte por las autoridades religiosas y el poder político, es la fuerza destructora del mal, la crueldad del odio y el fanatismo de la mentira. Pero ahí precisamente, en esa víctima inocente, los seguidores de Jesús vemos a Dios identificado con todas las víctimas de todos los tiempos."

José António Pagola

terça-feira, abril 12, 2011

Evidências

Yuri Gagarin o primeiro homem no espaço

Faz hoje 50 anos que pela primeira vez na história da humanidade UM homem se aventurou no espaço. Pobres primatas com anelos de anjo, sempre sonhámos com o cosmos desde as cavernas onde nos abrigámos.
Gagarin olhou pela primeira vez o infinito e o planeta.

Fotografia - As colunas da criação - Imagens do Hubble dos confins do Universo (1995). Fotografias de gás e de poeira de hidrogênio interestelar que actua como incubadoras para novas estrelas.

Estado de sítio

Agora que a comandita dos neoliberais tem orgasmos múltiplos com a chegada do FMI, o povinho vai finalmente perceber.
Entregues ao mais agressivo capitalismo sem regras ( não é nenhum chavão maoista, infelizmente é mesmo a realidade), sem autonomia nacional, financeiramente ocupados como se estivessemos em estado de guerra, a entrada do FMI saudada por parangonas significa isso mesmo - a capitulação nacional.

segunda-feira, abril 11, 2011

Mais um tiro no pé ( do coelho)

"A decisão de Pedro Passos Coelho, incompreensível do ponto de vista político, só encontra explicação no plano eleitoral. Sendo certo que a inclusão de Fernando Nobre abre novos caminhos ao PSD na procura de mais votos, não sei até que ponto esses votos que Nobre trará consigo serão em número superior àqueles que o próprio fará perder. É que os 700 mil votos que Nobre transporta das últimas Presidenciais não passam de ilusão. Como se viu com Manuel Alegre, mais do que a figura, é a atitude revanchista e anti-sistema que detém a grande maioria desses votos. À desilusão com os partidos, os que votaram em Nobre somam agora a desilusão com o candidato. O resultado não é o mais prometedor para o PSD."

Quanto à reacção  do eleitorado do PSD, as pessoas têm memória curta, mas não tanto.Muitos dos que votaram Cavaco nas presidenciais lembram-se bem  dos ataques de Nobre a Cavaco, lembram-se bem da sua postura populista  "anti-partidária", os seus apelos à insatisfação generalizada contra os "políticos de carreira". As pessoas têm memória curta, mas não tanto.
Ou seja a inabilidade política ( e mediocridade) de Passos Coelho chega a ser aflitiva. Os seus correlegionários já o perceberam.

Discernimento

E depois ainda falam dos muçulmanos.

sábado, abril 09, 2011

A coragem de ser católico

"A pregação oficial da Igreja Católica contra o uso da camisinha vem sendo desafiada por padres, freiras e leigos que atuam em pastorais e ONGs. Sem fazer alarde, eles distribuem preservativos para a população vulnerável e portadores do vírus HIV. No trabalho de prevenção, elaboram um material que, até bem pouco tempo, seria impensável vincular a uma entidade ligada à Igreja, com textos como: “Use camisinha em toda relação sexual, seja ela vaginal, anal, ou oral. Reduza o número de parceiros (as) sexuais”.
Uma dessas ONGS é a Aids: Apoio, Vida, Esperança (Aave), de Goiânia, dirigida pela freira Margaret Hosty, coordenadora da Pastoral da Aids no Centro-Oeste. Ligada à Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), e criada em 2004, a pastoral se expandiu nos últimos anos e está presente hoje em 118 dioceses do país. O seu trabalho é acolher os doentes de Aids, dar apoio psicológico e atuar também na prevenção. Até hoje, a Igreja formou cerca de 13 mil agentes de Pastoral da Aids.
O padre Valeriano Paitoni, do Instituto dos Missionários da Consolata, de São Paulo, coordena três casas de apoio e cuida de infectados que são filhos de mães portadores do HIV. Nas três unidades do instituto, são atendidas 28 crianças e jovens e, cinco deles já completaram 18 anos. Para ele, a prevenção é fundamental. Segundo ele, a postura de uma igreja ou religião, qualquer que seja, não pode prevalecer sobre o bom senso."

O inimputável



O Inimputável.

Não batam mais nos ceguinhos

Há na cegueira autovitimizada uma perfídia que mete nojo.

Mas a cegueira tem destas coisas - ser coitadinha mas muito boazinha, qual floribella  tem sempre ganhos secundários - na blogosfera a cegueira floresce uma espécie de coscuvilhice de alcoviteiras, de maledicências e de polimentos mútuos de egos de "amigos" e de "amigos de amigos".

Quando a isto se soma missas, melhor ainda.

Inevitável

Um compromisso.

Não é inevitável



"Está mal e vai ficar pior, embora cada dia nos pareça que não pode ficar pior. Pode, pode. Existem escondidos, não se sabe onde, ou sabe-se demais, recursos de uma capacidade infinita de mostrar que abaixo do grau zero, há muitos mais graus abaixo de zero. Cada circulo do Inferno aqui tem dez sub círculos, por sua vez divididos noutros dez. No nosso Inferno, Dante nunca chegaria ao fim da sua viagem e passava a habitante permanente mesmo que merecesse o Paraíso. É por isso que Deus nunca vem cá e Nossa Senhora arrependeu-se em 1917."

Pacheco Pereira

Discernimento

Entre o delírio           e       a realidade.

sexta-feira, abril 08, 2011

Teologia

Como na gravidez, insuflado pelas hormonas, o meu corpo incha.
Um corpo inchado puxa-nos para a terra, o solo, o aqui e o agora.
Nada é tão pouco transcendente quanto a flutuação de estrogéneos.
E no entanto, uma coisa é certa : a religião é a coutada do mulherio.
Todos os grandes místicos tinham o seu quê de efeminados.
Nem poderia ser de outro modo - sem misticismos uterinos, nenhum deus é humanamente explicável.

Teologia 2

As palmeiras possíveis.

De passagem


Não era apenas uma pessoa. Era uma história que se desenrola dentro de outra história.

Mia Couto

quinta-feira, abril 07, 2011

O próximo alvo

Espanha

Liberdade

As raízes enfiam-se na terra, contorcem-se na lama, crescem nas trevas; mantêm a árvore cativa desde o seu nascimento e alimentam-na graças a uma chantagem: «Se te libertas morres!». As árvores têm de se resignar, precisam das suas raízes; os homens não. "

Amin Maalouf, Origens

espantoso país

Por razões domésticas assisti hoje a uma extracto do inefável programa da tia júlia, uma espécie de Oprah dos pobrezinhos. Pelo que percebi , duas famílias vizinhas vinham relatar ao país e á querida júlia um ror de anos de um ódio de estimação por causas totalmente fúteis, que consomem duas gerações e um dia destes vão acabar nas páginas do correio da manhã, salpicadas de pegadas sanguinolentas.
Os odientos  vizinhos não vivem lado a lado mas a mais de uma centena de metros de distância e são o que na saldeias se chama de "abastados" - duas belas vivendas, propriedades, um sítio paradisíaco em pleno Minho. O que leva as pessas a emaranhar-se em relações de ódio contumaz por um vizinho , numa aldeia pequena,  a ponto de contaminarem todas as suas existências  com esta obsessão indecente, é algo de extraordinário.

Mas depois lembrei-me dos políticos domésticos e absolvi logo o ti manel com a sua forquilha e as faces manchadas de impetigo.

quarta-feira, abril 06, 2011

A explicação.

A vergonha.

È quase surreal a forma ligeira como a "oposição" empurrou este país para a bancarrota. De certa forma, Sócrates era o dedo no dique. Abater Sócrates era uma espécie de desígnio apocalíptico, prevalente sobre qualquer interesse nacional ou genuína preocupação com as pessoas deste país. 
O Val explica isto bem.
Mas não se trata de um visão interna. Lendo os jornais "lá por fora", por onde andei nestes últimos dias, percebe-se o fio condutor. A queda de Sócrates é o fim de linha.

De chegada, pasmo com um conselheiro de Estado que vem contar para a via pública ( ou melhor, para a sarjeta), assuntos que se discutem no Conselho de Estado e que são obviamente matéria de sigilo a que estão vinculados todos os participantes. `Mas, lá está -   o ódiozito rasteiro  e este espírito de "caça ao homem" vai para lá de quaisquer pruridos éticos ou  do mais banal bom senso.

segunda-feira, abril 04, 2011

Citações

"Os verdadeiros leitores, como os verdadeiros escritores, serão sempre uma minoria – e a literatura séria está, com o tempo, condenada a ocupar uma pequena parcela das prateleiras das livrarias, onde hão-de proliferar muitos outros géneros de mais fácil assimilação".

Maria do Rosário Pedreira