sexta-feira, julho 30, 2010

Na piscina cá de casa

CONTRALUZ - EM EXIBIÇÃO - Trailer 1 com mensagem de António Feio. Partil...

Cuidado com os excessos devocionais

Criança de seis semanas afogada em baptismo

Da luz

Da barbárie do mau gosto

ESTA GENTE CONSOME DROGAS, DE CERTEZA.

quarta-feira, julho 28, 2010

Rowan Atkinson in Hell - WITH SUBTITLES

As ilusões dos tridentes portugueses

Um bom indicador do seu número em Portugal é o número de aficcionados que conseguem reunir em redes sociais como os blogues ou no Facebook.
As redes sociais são um instrumento poderoso que permite dar visibilidade a ideias/movimentos sociais que colhem amplos consensos em comunidades nacionais e transnacionais.
As ingénuas tentativas de lançar a missa tridente através destas redes tem mostrado a fatuidade  dos discursos infantis de vitimização e ideias persecutórias ( haveria muitos aficcionados tridentes, os bispos portugueses hereges e modernistas é que andam por aì a proibir missas).
 Este discurso, prevalente, mas muito distante da realidade, é permanentemente usado para esconder o essencial - não existe em Portugal nenhuma adesão dos católicos à missa tridentina.

A realidade é esta:

28 pessoas residentes me regiões geográficamente doferentes e em paróquias fisicamente distantes, sem qualquer possibilidade de ter um pequeno grupo continuado e consistente.
Um número bem mais modesto que os extraterrestes do Facebook.


domingo, julho 25, 2010

Mulherezinhas

"Nenhuma mulher interrompe uma gravidez por ordem de outrem - nem as que levam pancada durante toda a gravidez. É esse o grande poder delas: podem ter filhos contra a vontade dos pais (abram as revistas cor-de-rosa, e vejam a que ponto e com que perversidade algumas delas utilizam esse poder).
Até podem ter filhos sem contemplar o direito da criança a conhecer a sua filiação paterna (este, sim, é um poder excessivo, porque as crianças têm direitos independentes dos adultos, e o primeiro desses direitos é o conhecimento do seu património genético).



Texto de Inês Pedrosa, no Expresso.

quinta-feira, julho 22, 2010

Um herói

Os meus últimos posts foram apontamentos da silly season.

Hoje quero deixar aqui a minha homenagem emocionada a um herói.

Chama-se Tiago Alves e foi derrotado, mas é um campeão.

Menino D'oiro - José Afonso

Balada de Despedida do 5º Ano Jurídico 88/89 - Toada Coimbrã



As  mais belas baladas de Coimbra, só pra lembrar como éramos miúdos cheios de sonhos...

Balada da Despedida do 5º Ano de Economia 88/89 - Praxis Nova

The Muppet Show - Julie Andrews

quarta-feira, julho 21, 2010

Soldados no Ultramar português



Para os saudosistas de 1973 ( Passos Coelho e afins)

Alexandra Solnado - Rap "canalizado" / Alvim / 5 Para a Meia Noite



Este é uma RAP CANALIZADO, ou seja, a voz de deus,  himself ditou este rap na orelhinha da solnado.
SE é o mesmo deus que ditou o corão na orelhinha do outro, parece-me improvável, mas o ritmo, o bater de palmas, o decote  e o ar intelectual da senhora estão quase a converter-me...

Alexandra Solnado - Patologias Kármicas / Alvim / 5 Para a Meia Noite

Um serial killer

Com o verão é isto, os serial killers à portuguesa florescem que nem cogumelos.
Este é suspeito de ter assassinado três pessoas.
Além da devoção a fátima, este indivíduo divulgou imensos videos no youtube e havia incautos que acreditavam nele.

Mas porque é que não se accionam internamentos compulsivos para tanta gente tão doente que por aí anda?

segunda-feira, julho 19, 2010

Comfortably Numb - Pink Floyd - The Wall

Caetano Veloso Cucurrucucu Paloma Hable Con Ella

Jacques Brel - ne me quitte pas (subtitulos español)



Mais um clássico - este bastante melhor.

Algumas mulheres já foram amadas assim. E sabem-no.

Ágata, Tony Carreira & Cia - Mãe Querida



Um clássico da tradição.

A Educação Sexual reduz o aborto, por isso vamos acabar com ela

Hoje  perante o apelo do  inefável João César Neves à Ministra da Educação, só me lembrei da história da ceguinha de Braga....

os homicidas que conheço

São vários, umas dezenas.
Um dos casos com que contactei de perto foi de uma mulher que cometeu um homicídio por causa de delírios paranóides de índole mística, relacionado com as presumíveis infiltrações da maçonaria na Igreja. Por causa disso cortou a jugular a um velho, que morreu em poucos minutos.

Por isso me arrepiei ao ler isto:
"Durante décadas e décadas a Igreja Católica foi infiltrada por marxistas (leninistas e estalinistas), pela maçonaria, por alguns movimentos feministas e por homossexuais activos, não poucos militantes da ideologia “gay” e da do género. (...)Enquanto a Igreja e o Papa são enxovalhados em público, assiste-se a uma promoção global idolátrica, sem precedentes no mundo contemporâneo, de um político, Obama, com o objectivo claro de transformá-lo na nova referência “moral” a nível mundial. O Santo Padre denegrido, vilipendiado, escarnecido, injuriado; o representante do anti-Cristo lisonjeado, louvado, aplaudido, exaltado!"

Arrepiei-me de tristeza e compaixão.

Manifesto contra o ensino de Matemática nas escolas

"O Estado insiste em dar Educação sexual Matemática  aos meus filhos e encomendou o serviço a uma associação um professor qualquer sem me perguntar se quero. Devem achar que não dou conta do recado, que não sei. Cheira-lhes. Têm um dedinho que advinha, uma pulga atrás da orelha, foi um passarinho que lhes soprou ao ouvido. Qualquer coisa. Pergunto: porquê? Conhecem-me de algum lado? Já agora, podiam fazer uma rusga pelo país para averiguar se os meninos comem a sopa em vez de gomas, ou se lêem os livros correctos, ou se lavam os dentes e as mãos. Podiam mesmo criar o Ministério do Grande Educador. Mas o defeito deve ser meu: esta crença cega na Liberdade e na Democracia condiciona-me o raciocínio. Sendo eu uma perigosa democrata, acho que ninguém tem nada a ver com a educação sexual  o ensino de Matemática dos meus filhos, nem com a sua educação religiosa ou política. Muito menos o Estado, que não percebe patavina do assunto".

Texto original de Inês Teotónio Pereira.

Pergunta ingénua

Os indivíduos  do PRN (Plataforma Resistência Nacional ), são todos  do PNR ( Partido Nacional Renovador), ou são só alguns?

Adicções

O uso de coca pode provocar delírios de grandeza ou de perseguição.

Nada de novo


Parece que as comadres andam excitadas com este singelo livro e com o blogue que o publicita.
E atenção que também há algumas comadres do sexo masculino com pulsões sartrianas e desejos inconfessados de serem noivas ( por isso passam o tempo todo a falar no casamento gay).

Adivinha

Qual é o evento, qual é , que está a ter tão pouca adesão e tão escassas inscrições que não só tiverem de prorrogar os prazos como decidiram oferecer inscrições grátis??
( Consta que na próxima promoção irão oferecer almoço e um brinde surpresa, para ver se atraiem incautos)

Because / Abbey Road ( The Beatles Copy ・Cover) Home Recording

THE BEATLES - Because

Noite

Um dia praticamente perfeito e no meio da tarde a terrível notícia de um amigo que perdeu um sobrinho num acidente de viação estúpido.

sábado, julho 17, 2010

Recentemente ficámos a saber, através do primeiro estudo epidemiológico nacional de Saúde Mental, que Portugal é o país da Europa com a maior prevalência de doenças mentais na população. No último ano, um em cada cinco portugueses sofreu de uma doença psiquiátrica (23%) e quase metade (43%) jjá teve uma destas perturbações durante a vida.
(...) Interessa-me a saúde mental dos portugueses porque nos últimos quinze anos o divórcio quintuplicou, alcançando 60 divórcios por cada 100 casamentos (dados de 2008). As crises conjugais são também um reflexo das crises sociais. Se não houver vínculos estáveis entre seres humanos não existe uma  sociedade forte, capaz de criar empresas sólidas e fomentar a prosperidade. (...)
Interessa-me a saúde mental dos portugueses porque se torna cada vez mais  difícil, para quem tem filhos, conciliar o trabalho e a família. Nas empresas, os directores insanos consideram que a presença prolongada no trabalho é sinónimo de maior compromisso e produtividade. Portanto é fácil  perceber que, para quem perde cerca de três horas nas deslocações diárias  entre o trabalho, a escola e casa, seja difícil ter tempo para os filhos.
(...) Interessa-me a saúde mental a saúde mental dos portugueses porque a taxa de desemprego em Portugal afecta mais de meio milhão de cidadãos. Tenho presenciado muitos casos de homens e mulheres que, humilhados pela falta de trabalho, se sentem rendidos e impotentes perante a maldição da pobreza. (...)  
Interessa-me a saúde mental dos portugueses porque é difícil aceitar que alguém sobreviva dignamente com pouco mais de 600 euros por mês, enquanto outros, sem mérito e trabalho, se dedicam impunemente à actividade da pilhagem do erário público. Fito com assombro e complacência os olhos de revolta daqueles que estão cansados de escutar repetidamente que é  necessário fazer mais sacrifícios quando já há muito foram dizimados pela praga da miséria.
Finalmente, interessa-me a saúde mental de alguns portugueses com  responsabilidades governativas porque se dedicam obsessivamente aos números  e às estatísticas esquecendo que a sociedade é feita de pessoas.

E hesito prescrever antidepressivos e ansiolíticos a quem tem o estômago  vazio e a cabeça cheia de promessas de uma justiça que se há-de concretizar;  e luto contra o demónio do desespero, mas sinto uma inquietação culposa  diante estes rostos que me visitam diariamente.



Pedro Afonso

Médico Psiquiatra
In jornal Público  21.06.2010

Elis Regina - É Com Esse Que Eu Vou (Pedro Caetano) - TV Cultura

Momentos

Numa pequena sala quadrangular, o ar rarefeito filtra-se pelas fresta das janelas prisionais. Enquanto discuto questões de trabalho, tenho esta súbita  consciência do suor que me alaga o decote, pequeninas pérolas húmidas a latejarem.

quinta-feira, julho 15, 2010

Cartas ao papa

Parece que está na moda.

Caco Antibes - Casamento de Pobre

Tristes tigres

Isilda Pegado advoga que “é urgente que se faça uma reavaliação e alteração da lei que está em vigor”. Ou seja, urge penalizar todas as formas de interrupção da Gravidez. Convém não esquecer que a Federação a que a dita senhora preside advoga a proibição e penalização de todas as formas de aborto, mesmo o aborto terapêutico ou o aborto em caso de violação.
Para grandes males, grandes remédios: PRISÃO PREVENTIVA para todas as mulheres grávidas e obriguem-nas a parir na prisão.
 Assim temos a certeza que não abortam.
È o  meio mais eficaz para  aumentar a natalidade.

Já a pedofilia é desculpável e não implica excomunhão

"Um documento hoje apresentado ao público pelo padre Frederico Lombardi, porta-voz oficial do Vaticano, enumera as "normas sobre os delitos mais graves". Entre esses, continua a contar-se a "tentativa de ordenar uma mulher", ou seja, de atribuir-lhe dignidade e função equivalentes às de um padre. A tentativa de ordenar uma mulher é considerada  um dos delitos mais graves, implica automaticamente uma pena de excomunhão."

A pequena censura

"O Paço dos Duques de Bragança, em Guimarães, decidiu encerrar, um mês antes do previsto, uma instalação inspirada nas relações entre a Igreja Católica e o regime nazi. A direcção do monumento nacional diz que a exposição foi mal recebida pelos visitantes, o que motivou a medida, mas o artista que concebeu a obra fala num caso de censura.
Requiem by a young painter é uma obra do artista plástico Filipe Marques, feita em 2000, após a visita ao campo de concentração de Auschwitz-Birkenau. Um conjunto de retratos de oficiais nazis, parcialmente destruídos, foi disposto em volta do retrato do Papa Pio XII. A instalação foi inaugurada a 15 de Maio e devia ter-se mantido, na capela laicizada do Paço dos Duques de Bragança, até ao final deste mês. Mas as críticas dos visitantes fizeram com que a direcção daquele espaço tivesse decidido encerrá-la há uma semana."

Devem ser os mesmos que andam muito aflitos com as interferências à liberdade de expressão...

quarta-feira, julho 14, 2010

de passagem

"A questão que se deve colocar quando se fala da proibição da burqa não é portanto "o Estado tem o direito de legislar sobre a minha indumentária?" : essa questão está mais do que resolvida na generalidade dos Estados democráticos. A questão a colocar é: pode-se enquadrar a burqa dentro da indecência? A mim parece-me óbvio que uma indumentária que simboliza e perpetra a opressão sobre as mulheres, negando-lhes a autonomia de terem uma identidade própria fora do espaço doméstico, é indecente numa sociedade que se quer composta por cidadãos livres e iguais. Parece-me por isso perfeitamente justificada a lei votada pela Assembleia Nacional francesa que proíbe a cobertura integral do rosto nos espaços públicos e reprime penalmente a coacção ao uso do véu integral. "
Vasco Campilho Expresso

o risco

E se estas luminárias chegam ao poder?

Pelos frutos se conhece a árvore

Quando foi publicado o Summorum Pontificum , alguns exultantes Rad Trads portugueses vaticinaram o fim da Missa "maçónica". Mas a obstrusa  ideia de um "movimento de massas" que varreria a "missa maçónica " do mapa, assim que os católicos pudessem aceder à missa renascentista, não passou de uma ilusão de alguns fanáticos.
Feitas as contas, em Portugal as missas tridentinas reduzem-se a meia dúzia  de Missas em Fátima.
Fátima aliás, é um nicho de mercado eclesial que acolhe as manifestações mais esotéricas, incluindo sessões de esconjuro às missas em latim.
 E, mesmo essas celebrações pontuais, caracterizam-se pelo deserto, com meia dúzia de gatos pingados oriundos de vários recantos do país,  que não dão para encher uma singela capela.
Ou seja, os católicos portugueses não se entusiasmaram nada  com este regresso ao Renascimento e com as invectivas ao Concílio Vaticano II.
Há cerca de um ano, por exemplo, foi anunciado publicamente que o Rito Tridentino passaria a ser celebrado em Braga, numa igreja central  a designar pela respectiva Arquidiocese. Até hoje, nada, a não ser uma pequena e isolada celebração privada, celebrada com parangonas. 
 Nada em Braga, nada no Porto, nada em Lisboa, nada. Em todas as regiões do país, o cenário é o mesmo. Em Portugal não existe um único sacerdote diocesano que celebre o Rito Extraordinário nas suas paróquias. Porquê? Por uma razão muito simples -  em nenhuma paróquia  existe um número mínimo de fiéis que esteja disposto a acorrer a essas celebrações, de uma forma consistente e continuada. Esses "hereges progressistas" parecem preferir a "execrável missa nova"(sic).

Isto apesar do intenso proselitismo Rad Trad  ( aqui pelo burgo multiplicam-se em coscuvilhices blogosféricas e  boateiras de comadres, entre rezas, hate mails, ameaças histéricas e até impulsos de escatologia telefónica), mas a nível mais sério há  o trabalho de sapa das  sucursais multinacionais.

Um fiasco.

terça-feira, julho 13, 2010

Poeira de estrelas

Para lá das alucinações óbvias e dos discursos metafísicos, a ciência permite-nos observar ( analisar/inteligir/compreender ) os segredos do cosmos:  o hubble permite-nos ver a poeira das estrelas, situada na nebulosa NGC 2467. Esta vasta nuvem de gaz, principalmente hidrogénio, é um ninho de estrelas.
Quando nascem, as estrelas emitem uma radiação ultravioleta particularmente intensa - são os pontos luminosos que se observam na parte final do vídeo.

Pouponnière d'étoile/Hubble

o terceiro segredo de Fátima enfim revelado

Joaquim comenta o Terceiro Segredo de Fátima: O Fim da Raça Humana

Metáforas

Há uma coisa que não percebo - em vez de internarem pessoas com doença mental grave, porque é que as exploram em exposições mediáticas?

Ora aqui está o exmplo de  actividade delirante pura e dura, de conteúdo místico:

O Profeta Extraterrestre de Arganil

Taditas

A mulher ideal



A mulher ideal

 ehehehe

A mulher ideal

Anedotário

A capacidade para compreender a ironia é directamente proporcional ao nível de inteligência.

Yahvé, Abba, Buda, Alá

Creyentes judíos, islámicos, budistas, cristianos... pueden y deben rezar juntos por la paz.De las cuatro posturas siguientes, las tres primeras son cuestionables. Querríamos acercarnos a la cuarta.
1)La postura que dice: “todas las religiones son iguales”, “da lo mismo una que otra”, “todas igualmente verdaderas”, o “todas igualmente falsas”. Es el indiferentismo relativista.
2)La postura que dice: “Sólo la mía es la auténtica”. Es el exclusivismo.
3)La postura que dice: “todas son caminos igualmente válidos que conducen a lo mismo, que cada persona escoge a su gusto”. Es un pluralismo indiferenciado y sin criterio.
4)La postura que reconoce que ninguna tiene el monopolio de la Verdad Absoluta, que por ser diferentes pueden y deben aprender mutamente, corregirse y transformarse mutuamente. El Espíritu, diríamos con el evangelista Juan, nos conduce a la totalidad de la verdad, que ninguno poseemos todavía plenamente (Jn 16,13).
Reconocemos, como dice Paul Ricoeur (La nature et la regle,p. 300 ss.), que “pertenecer a una tradición religiosa es como pertenecer a una lengua... yo tengo acceso al lenguaje a través de mi lengua materna,.. también mi acceso a lo religioso es un acceso parcial, ...un reconocimiento mutuo entre lo mejor del cristianismo y del judaismo, lo mejor del islam y del budismo... lleva a descubrir la verdad en lo profundo”, en el centro de la esfera, en vez de en las luchas o los encuentros en su superfice o en los intentos de abarcar sincretísticamente la superficie entera. "

Juan Masiá  abandonou o seu blogue que alimentava regularmente.
A razão não vem de nenhuma proibição e censura da hieraqquia católica mas do cansaço do autor - os hate mails e comentários odiosos dos rad trads tornaram-se insuportáveis.

segunda-feira, julho 12, 2010

Os saudosistas medievos fizeram uma feira

Desde quinta-feira os saudosistas  da Idade Média  estão a acorrer ao Festival Erótico Medieval em Vila Nova de Gaia.
 
O vídeo aqui.

Os dez mandamentos

Os dez mandamentos da criada esposa:

1-Quando te chamarem, não responderás de longe: vais imediatamente ao pé da pessoa que te chama   do marido e  conservar-te-ás direita, com os braços ao longo do corpo, nunca te apoiando aos móveis.

2-Se és obrigada a passar em frente aos patrões  ao marido ,  pedirás licença.

3-Quando cai um objecto no chão, apanhá-lo-ás imediatamente.

4-Quando tocam à campainha da porta da rua, nunca perguntarás:—"Quem é?".

Abres a porta sem demora e vais anunciar, à dona da casa, ao marido o nome da visita. Se é pessoa conhecida, pedir-lhe-ás que entre imediatamente.

5-Ao passares pelas portas, afastar-te-ás, para que os patrões  o marido passe primeiro.

6-Andarás silenciosa, sem grandes gargalhadas e falarás a meia voz.

7-Quando percebes que as visitas estão para partir, irás para junto da porta, abrindo-a, em atitude respeitosa.

8-Quando te pedirem qualquer objecto: um jornal, um copo de água, uma faca, uma tesoura, etc., etc. — apresentá-lo-ás sobre uma salva de prata ou bandeja de qualquer outro metal.

9-Se estás sentada na cozinha e algum dos patrões o marido ou pessoa de família aparecem, levantar-te-ás imediatamente.

10-Se toca a campainha da porta, rapidamente, tirarás o avental de riscado — e vais abrir.
 
Adaptado daqui

Estado Novo

A ceguinha tropeça nos sapatos novos antes de conseguir adaptar-se ao tamanho dos saltos.
Acha-se linda, mesmo sem se ver, o que lhe reconforta o pequeno ego esfíngico recheado de rugas.
Tem quase setenta anos e ainda assim, usa pulseiras que tilintam e medalhas coloridas de santinhas milagreiras que a protegem do mau olhado.
Quando era pequena o pai obrigava-a a cantar em feiras a vender-pagelas-azuis-em-quadras-apocalípticas. Quando ele morreu foi recolhida por uma dessas instituições asilo do Estado Novo, que alojava pedintes, loucos e pessoas com ideias políticas suspeitas.

Agora recusa-se a cantar, acha todas as músicas aflitivas.

Fim do mundial

Hoje vou comer arroz de polvo.

domingo, julho 11, 2010

Hup Holland, up!!!!


Oração



"Quando a dor no peito me oprime, corre o ombro, o braço esquerdo, surge nas costas, tumifica a carótida e dá-lhe um calor que não gosto; quando a respiração se acelera em busca duma lufada que a renasça, o medo da morte afinal se escancara (medo-mor, tamanha injustiça, torpeza infinita), aperto a mão da Irene, a sua mão débil e branca. Quero acordá-la. E digo : «não me deixes morrer, não deixes...» Penso para comigo, repito para me convencer: «esta pequena mão, âncora de carne em vida, estas amarras suas veias artérias palpitantes, este peso dum corpo e este calor, não me deixarão partir ainda...» E aperto-lhe a mão com força, e acabo às vezes por adormecer assim, quase confiante, agarrado à sua vida. Ah, são as mulheres que nos prendem à terra, a velha terra-mãe, eu sei, eu sei ! São elas que nos salvam do silêncio implacável, do esquecimento definitivo, elas que nos transportam ao futuro, à imortalidade na espécie (nem teremos outra) pelo fruto bendito do seu ventre (eu sei, eu sei...)"


Luís Pacheco (1964) Comunidade, Contraponto.

Bocadilhos

Está calor. Na rua, silenciosa, uma única bandeira espanhola, precisamente no prédio em frente.
Da minha varanda vejo-a flutuar , um drapeado amarelado com o escudo envergonhado.

A Fé das mulheres

Recomendações de Verão para evitar riscos de afogamento

Frequente praias vigiadas

Respeite os sinais das bandeiras

Respeite as instruções dos Nadadores Salvadores

Evite tomar banho antes de decorridas as 3 horas após as refeições

Nunca nade contra a corrente

Ao nadar não se afaste demasiado, nade paralelamente à costa

Informações do Instituto de Socorros a NáuFragos

Espanha não é uma Nação


Mais de um milhão de pessoas manifestaram-se ontem em Barcelona contra a sentença do Tribunal Constitucional espanhol sobre o novo Estatuto da Catalunha. O protesto foi liderado pelo presidente do governo autónomo catalão (Generalitat), o socialista José Montilla e apesar do pretexto não ser esse, a manifestação foi claramente uma expressão independentista.
 Apesar da final do mundial, em Barcelona quase não há bandeiras de espanha em lado nenhum - há até muita gente a apoiar a Holanda!

A Fé dos homens

A Fé dos palhaços

Do corpo

"Máquinas que nós somos, máquinas quase perfeitas a bem dizer maravilhosas, inda que frágeis, como não admirar as nossas peças, molas e válvulas e veias, todas elas animadas por um sopro que lhes parece alheio mas sai do seu próprio movimento, do arfar, dos uivos do animal, do desespero do anjo caído. E a par disso que é o trivial, que é o que cada um, tosco ou aleijado tem para dar e trocar, fatalidades, na sua mísera ou portentosa condição de bicho, a beleza, que é a surpresa, a harmonia das formas, que é a excepção e a inteligência, que é a reminiscência dos deuses. Ao lado do bicho, natural e informe, a estátua - onde a carne se afeiçoou em linhas puras, sabe-se lá porquê, por quem e para que fim (sim, o fim sabemos e é o que irmana todos na caveira desdentada horrível a rir-se muito da beleza e dos olhos que a gozavam, da estátua viva e das mãos que a percorriam demoradamente, enlevadas).
A curva flutuante de um seio de donzela, a provocação que é a anca do efebo ou da ninfa, tão parecidas que se confundem; a amplidão do olhar e os seus mistérios, esquivas e trocadilhos - íntima largueza do reino da alma que jamais encontrarás seu fundo, e a cor alacre arrebatada duma risada; os passos, o cetim da pele, o emaranhado dos pêlos do púbis, e a alegria loira duma cabeleira solta, desmanchada nos abraços, saindo triunfal duma cama semidesfeita. A persuasão da fala, a fenda estreita que é a porta do paraíso e as outras mil maneiras ,de ver e gostar de ver um corpo ser nosso, subjugado por uma técnica ou o seu próprio desejo dissoluto; e tudo assoprado por dentro, tudo recheado de novas grutas ainda por explorar e que também jamais as conhecerás ou iluminarás todas, se elas a si mesmas se ignoram."

Luís Pacheco
Comunidade

Os ventos que sopram.

Caça às bruxas na Igreja basca .

sábado, julho 10, 2010

De passagem

Um blog delicioso, o do professor josé cid...

Shrek 4 - Trailer hd

Afinal a Educação Sexual é eficaz

"O número de jovens que não usam preservativo durante as relações sexuais tem vindo a descer desde 2002. Um estudo realizado este ano revela que apenas 10% admite não se proteger. Uma quebra "acentuada", sublinha a coordenadora da investigação Margarida Gaspar Matos, lembrando que em 2002 eram 30% os jovens que não usavam protecção, e em 2006 eram 18%."

Aqui.

Afinal, não há problema nenhum com o casamento homossexual

"A nova lei, apesar de ser um marco milenar em termos formais, poucas consequências práticas terá. Depois do folclore momentâneo, amortecido pela crise e o campeonato do mundo, as coisas ficarão quase na mesma."

JCésar das Neves dixit

As alegrias da procriação heterossexual


Afinal não foi apenas um útero de aluguer foi também um óvulo comprado. A compra de crianças por heterossexuais está em alta. Não é nada de novo na história da humanidade.Espero que ao menos a cachopa se tenha divertido com o processo de inseminação já que nenhuns 12 milhões pagam o desgate de uma gravidez e parto.

Uma mulher ideal


"A mulher que ocupa as horas preciosas do seu dia, apenas com um livro entre as mãos, ou mirando-se ao espelho, ou fixando abstratamente o vácuo, com mais frequência se entrega a pensamentos idiotas, contrários ao bom senso, à boa orientação da vida, a uma certa dignidade pessoal que é a grande arma de toda a mulher inteligente."

 (O Livro das Noivas)

Todos para a rua

Tive poucos  momentos de terror na minha vida, mas todos na infância.
Um deles foi em  1975, quando uma vaga de ódio varreu o país, alimentado por muitos, mas também pela Igreja Católica. A cena ocorreu depois da missa dominical, obrigatória para qualquer criança da minha idade.
Os homens, embriagados de ódio, começaram a juntar-se aos magotes em frente à Igreja, depois da missa, animados de um furor apostólico anticomuna. A missa fora um bom pretexto: armas de caça, facas, paus, uma ou outra granada, facas de mato,  começaram a aparecer por todos os lados entre obscenidades e  gritos de ódio, em breve uma pequena multidão ululante estava pronta para a luta e para o linchamento, em redor da Igreja.
Nós as crianças, transidas com este cheiro obsceno a morte, fomos as últimas a saír  da Igreja  agarradas às mãos das mães, que coravam com as obscenidades e nos tentavam proteger com o corpo da agitação suada dos homens.
Havia um cheiro inconfundível a  a tabaco rasco e alcóol de taberna, misturado com o perfume velho dos fatos endomingados, e nós passámos afoitas entre as ondas da  multidão e ficámos mais ou menos cercadas num canto do adro da igreja, sem conseguir passar.
Carros começaram a aparecer de todos os lados - jipes, tractores, um BMW do senhor lá do sítio, cães de caça, a caravana estava pronta, os homens partiam para a caçada. Quem nunca enfrentou este bicho esfomeado de sangue que é uma multidão a saque não sabe do que escrevo. Em breve a milícia encontrou um alvo - havia uma sede do PCP a uns Kms de distância - a objectivo era incendiar a sede e matar todos os comunas que encontrassem pelo caminho.
O adro esvaziou-se quando a procissão de carros milicianos partiu na mesma euforia católica.Fez-se um grande silêncio até ao fim do dia. Quando os homens voltaram traziam a euforia dos jogos de futebol e relatos da vendecta, que contavam às mulheres e  crianças.
 A sede do PCP arrasada e incendiada, mobílias atiradas pela janela, várias pessoas espancadas, um homem que ia na rua e tentou resistir quase foi espancado mortalmente e teve de ser hospitalizado, ( soube-se depois que era um transeunte aflito que tentava passar a barreira humana para ir à farmácia mais próxima, ao virar da esquina),  o cheiro a alcool ainda mais intenso, duas horas a cercar a casa de um comuna, de corda na mão e só a intervenção da tropa impediu o enforcamento (o terrífico comuna era apenas um operário textil que se assumia sindicalista e nem sequer era do PCP).

No domingo seguinte a tia não nos deixou ir à missa. Era Verão.

Um mundo cão.

Uma mulher vai ser enforcada e isso parece-nos uma vitória

Lady Gaga - Just Dance ft. Colby O'Donis

Lady Gaga - LoveGame

sexta-feira, julho 09, 2010

O velho armou um costilo na janela urbana.

Caixões com armas

O velho furriel lê revistas aos quadradinhos antes de adormecer.
Só o tio patinhas lhe apaga os rostos da insónia com que luta, alagado em suor, a lembrar os gritos e os corpos mutilados.
Mal acende a luz do candeeiro logo os fantasmas voltam ,
e quanto  mais envelhece e a sombra da morte se aproxima,
 mais as caras dos rapazes lhe aparecem cada vez mais novas, 
cadáveres a boiar na lagoa de uma guerra estúpida.
Os urros dos turras torturados pela PIDE, que diligentemente  acompanhava os pelotões, aparecem-lhe agora como gritos de pequenos garotos aterrorizados a acordarem a  noite,

que  o peso da guerra, atroz, marca para sempre o sono de um homem.
"E, de repente, num dia como outro qualquer, ela olhou-o e soube que já não era ele que ali estava, mas apenas um invólucro, uma pele seca de bicho, que se descascara, caíra e ficara para trás, misturada com as folhas e a terra, desfazendo-se em húmus. E percebeu que chegara o momento de o deixar ir, pois só assim poderia continuar a seguir-lhe o trilho. Pegou ao colo no que sobrara dele e pouso-o sem pressas na água morna da banheira. Viu-o adormecer. Medicou-se excessivamente e deitou-se ao lado dele; os dois, ali, abraçados, por fim num sono sem sonhos nem tremuras.


Reencontraram-se do lado de lá, dizem que ao som de violinos, e que ele terá desatado a correr via láctea abaixo, num passo firme e coordenado (daqueles de atleta), a abraçá-la com tamanha força que ela terásentido estalarem-se-lhe as vértebras, sob o fulgor feliz daquele amplexo musculado. Parece que se sentaram algures por ali, à conversa, onde aguardaram a passagem da vida seguinte, para dentro da qual saltaram, de um pulo e de mãos dadas, mal esta lhes abriu as portas da frente. "

Daqui

Matizes

Todos os anos, pelo verão, as pessoas enlouquecem um pouco mais.

Da luz e das trevas

“Por que foi que cegámos, Não sei, talvez um dia se chegue a conhecer a razão, Queres que te diga o que penso, Diz, Penso que não cegámos, penso que estamos cegos, Cegos que vêem, Cegos que, vendo, não vêem.”
 
 
José Saramago
 
Ensaio sobre a cegueira

Segue o teu destino

Segue o teu destino
Rega as tuas plantas,
Ama as tuas rosas.
O resto é a sombra
De árvores alheias.
A realidade
Sempre é mais ou menos
Do que nós queremos.
Só nós somos sempre
Iguais a nós-próprios.
Suave é viver só.
Grande e nobre é sempre
Viver simplesmente.

Deixa a dor nas aras
Como ex-voto aos deuses.
Vê de longe a vida.
Nunca a interrogues.
Ela nada pode
Dizer-te. A resposta
Está além dos deuses.
Mas serenamente
Imita o Olimpo
No teu coração.
Os deuses são deuses
Porque não se pensam.



Ricardo Reis

Days

What are days for?

Days are where we live.

They come, they wake us

Time and time over.

They are to be happy in:

Where can we live but days?
Ah, solving that question

Brings the priest and the doctor

In their long coats

Running over the fields.

Philip Larkin

tou-te a ber

Uma discussão divertida

quinta-feira, julho 08, 2010

Os anelos de serras pereira


a verdade é que me vejo impelido por uma força maior do que eu e inteiramente racional a recomendar vivamente que o secretariado nacional da pastoral da cultura e o programa “Dia do Senhor” da Rádio Renascença” contratem pelo menos um assessor da “playboy” norte-americana. "

Nuno Serras Pereira

Poema do arrumador de cadeiras

Sou um arrumador de cadeiras. Depois da festa empurro os  coxins para perto das mesas, faço colunas de cadeiras empilhadas e carrego sofás  às costas.
Ontem de madrugada um homem de muletas e andar de louva-a-deus ficou a olhar-me fixamente no fim do espectáculo.
Espequei também.
Eu, pasmado com um insecto humano,
ele pasmado com um  arrumador de cadeiras.

segunda-feira, julho 05, 2010

De passagem

Onfem jantei num sítio rodeada de gente feia.
As gentes riam, comiam e bebiam numa animação distante da realidade, naquele festim festivaleiro de quem tem de aproveitar as tardes sem trabalho.
Semiembriagadas mulheres exibiam as olheiras, camisolas muito justas ao corpo, 
barrigas e mamas despudoradamente flácidas,
os homens riam-se-lhes à gargalhada em desdentados bigodes,
o suor a escorrer-lhes nas t-shirts de manga cava,
elas impúdicas e fartas nas mellhores  blusas coloridas como velhos papagaios decadentes,
havia quem ousasse uma pulseira,
dessas de feira a imitar as pulseiras- personalizadas-em-prata-com-berloques-de-várias-cores-e-formas que as senhoras-bem coleccionam para se lembrarem da queca memorável,
do aniversário do filho, ou do dia em que o paulinho entrou no quadro da empresa,
muito rímel, bastante, sapatos altos plastificados e carteiras douradas a condizer,
a rapaziada de brinco reluzente na orelha  a imitar o cristiano ronaldo
e a fazer as contas de quanto falta
para a próxima dose. 

Fiquei de repente sem apetite nenhum e com uma enorme vontade de dançar.

Calor

o que mais acho piada em certas pessoas é o seu simplismo estrutural.

Discussões inúteis

 "O facto de Cristiano Ronaldo ter sido pai durante o mundial perturbou a sua prestação ao serviço da equipa de Portugal?".

( Proponho outro tema:
As alegrias da família heterossexual:Um pai solteiro, uma criança recém-nascida retirada á mãe e troco de dinheiro, moralidade e bons costumes
ou, em alternativa,
se o CR fosse gay , o que não diriam as luminárias do costume?)

Da vida

" A sua cabeça descaiu um pouco na minha direcção. Soergui-a ligeiramente e aconcheguei-a a mim.
Teve, então uma pausa respiratória. Uma vez mais, surpreendi-me a querer fazer alguma coisa, instalar os tubos de oxigénio. De seguida mudei de ideia.
Ela estava a morrer, tinha-mo anunciado. Por que iria eu perturbar esse momento, tão singelo, tão intimo? Inspirou uma golfada de ar e, a seguir, deixou outra vez de respirar durante uns minutos. Sussurrei-lhe ao ouvido algumas palavras de ternura que me invadiam por elas próprias, sei lá de onde. Podia ser minha filha, e as minhas eram palavras de mãe, que pertenciam sem dúvida à alma de todas as mães, palavras vindas da eternidade. Pela segunda vez, recuperou o fôlego. Cruzou-se em mim a imagem de um pobre peixe caído na areia. Gostaria de o lançar de novo á agua. Gostaria de lhe voltar a dar vida. Vinham-me as lágrimas aos olhos. Nunca vivera um momento de tal intensidade. Ela parou, pela terceira vez, de respirar, e a tensão do seu corpo esvaziou-se subitamente. Percebi que acabava de morrer."


(Marie de Hennezel; Jean Yves Leloup-A Arte de Morrer)

Viriato

Os pais, orgulhosos e pueris - o primeiro filho -  deram-lhe o nome de viriato,  como se de um romântico salvador da pátria ou pastor de ovelhas se tratasse. Nasceu ontem e é um bebé igual a todos os outros, esfomeado de leites e atenções maternas.

A sombra da minha capa



Deu no chão, abriu em flores .

domingo, julho 04, 2010

THEOLOGY

No, the serpent did not

Seduce Eve to the apple.

All that’s simply

Corrupcion of the facts.


Adam ate the apple.

Eve ate Adam.

The serpent ate Eve

This is the dark intestine.


The serpent, meanwhile,

Sleeps his meal off in paradise-

Smiling to hear

God’s querulous calling.



Ted Hughes

Clementina

O pátio fica por baixo da rota dos aviões comerciais que rumam para o sul. Nas noites quentes Clementina vai buscar um banco de madeira e senta-se a olhar o céu. Do luzeiro habitual das estrelas, cintilante e fixo, destacam-se as linhas horizontais dos aviões, pisca-piscas móveis a tracejar a escuridão.
Em noites límpidas, quando só o bruxulear da respiração acode aos vivos, Clementina deixa-se ficar a sonhar com viagens impossíveis e pensa nas pessoas que voam sobre os muros do seu pátio, livres como luzicus.

sábado, julho 03, 2010

Porque hoje é sábado

Rad Trad Justice


Sharia aplicada a jovens homosexuais

Young Rad Trads

Porque hoje é sábado

"6ª feira — Hoje é o dia da limpeza maior à casa, mas como já tens os alumínios, os metais e os tapetes limpos, ser-te-á fácil. Varres, limpas o pó, dás um pouco de cera, pões flores frescas nas jarras — e está pronto. Não guardes nunca a limpeza para o sábado, porque o teu marido faz a semana-inglesa e, nas tarde de sábado fica em casa. Já vês que desagradável seria, andares com a casa no alvoroço das limpezas... "
(O Livro das Noivas)

os artistas

Ninguém gosta de pagar impostos. Agora que alguém faça um escandaleira de virgem ofendida porque tem de pagar de IRS 10% de 10 000 euros gratuitamente ganhos, parece-me um insulto aos portugueses mais pobres.
São os furores das prima-donas.

Rad Trad Music

Rad Trad Music

Rad Trad Music

Rad Trad Music

The Secret - Apply It - Make Today The Best Day Of Your Life

A melhor reportagem sobre o mundial

sexta-feira, julho 02, 2010

Memórias

Há mais ou menos nove anos, quando comecei a cirandar por esta coisa dos blogues, havia um certo estilo muito típico de blogosfera pornochanchada que emergiu mano a mano ( perdoem a expressão) com outros bloguistas a puxar mais para o intelectual. Uns e outros iam mudando de personalidade, ou melhor, de persona, consoante os ventos, escrevinhando aqui e acolá, numa espécie de deslumbramento adolescente que a virtualidade dá. Quem não se lembra do blogue pipiano, esse clássico quase contemporâneo do abrupto, do coisas de gaja, a ombrear com outros de crítica literária ou filosofia política, a inaugurar um certo estilo mais ou menos libertário onde certas almas  puderam enfim lançar o seu grito de ipiranga...
Um blog Maternal: este

Web rage is the new Road rage

Os estudos sobre Road Rage abundam. Do outro lado do Atlântico, o conceito é levado muito a sério, com workshops, terapias e coisas quejandas. E não é caso para menos - impulsos de Road Rage (mesmo em pessoas consideradas normais e algumas delas pacíficas) estão associados a mortes violentas e ofensas corporais graves. O que faz que atrás do volante pessoas aparentemente controladas adquiram perfis de psicopatas é ainda um mistério ( embora com muitas teorias explicativas).

Recentemente um novo epifenómeno está a ser estudado - a emergência de violência extrema associada ao uso de redes sociais online. Pessoas viciadas on line (Internet adicition), que, escoltadas por um htlm se transformam, manifestando sem qualquer limite social os seus impulsos mais violentos e paranóicos, vivendo de questiúnculas permanentes, linguagem obscena, comportamentos manipulativos e violência explícita em múltiplos sites, blogues e redes sociais virtuais. Quase sempre os comportamentos são repetitivos, limitando-se a saltar de site em site ou de blog em blog, reproduzindo os mesmos discursos paranóides, a mesma agressividade atávica ou o mesmo comportamento de ciber-bullying. 
  Claro que este comportamento disruptivo é mais prevalente em pessoas com graves distúrbios  da personalidade ou com psicopatologia  em fase produtiva.

Ser da matilha

Num intervalo leio um artigo sobre suicídio. È um estudo norte-americano que estabelece uma conexão entre suicídio e sensação de não pertença. Ou seja, as pessoas que experienciam sentimentos de pertença comunitária ou uma vivência gregária suicidam-se menos. Já Durkheim teorizou sobre o tema, a ideia não é nova.
As estatísticas não mentem - nos dias de jogos importantes  da taça SuperBowl, os números de suicídio caem a pique nos EUA, ( independentemente dos resultados). De igual modo, nas semanas seguintes ao acidente com o space shuttle Chalenger, as taxas de suicídio cairam estranhamente, embora fosse uma altura do ano onde habitualmente se regista um aumento do suicídio.
Significa isto que, tão importante como as redes de apoio sociocomunitárias efectivas, a sensação subjectiva de pertença a um grupo, de comunhão,  é um factor estruturante e estabilizador.
 Estar na matilha.

Viagens

Em Krosno nunca está muito calor. A cidade sobreviveu a pilhagens e desvarios. À noite, de janelas abertas, o barulhar dos jardins acoita sombras.

quinta-feira, julho 01, 2010

La foi chrétienne est davantage que l’affirmation d’un fondement spirituel du monde. Elle est «un acte personnel de confiance, elle crée une relation mutuelle entre personnes ». Sa formule centrale de profession de foi n’est donc pas « je crois quelque chose », mais : « je crois en toi » et « je te crois ».

La foi chrétienne est dans son essence, rencontre personnelle avec Jésus et, dans cette rencontre, la foi apprend que le sens du monde est une personne qui nous aime. Plus encore: la rencontre avec Jésus est la découverte de Dieu dans le visage humain de Jésus et, par là, la présence de l’éternel dans notre
monde fini.

La foi chrétienne, c’est chercher et trouver un « Toi » personnel qui me porte et me fait cadeau de la promesse d’un amour indestructible dans lequel je ne peux pas seulement désirer la vie éternelle mais véritablement y être installé.


News

Conforme anunciado, por ter atingido a idade limite, o presidente do Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos, cardeal Walter Kasper retirou-se do cargo que ocupou durante onze anos. Para seu lugar, o pontífice nomeou o bispo alemão Kurt Koch, da diocese da Basileia Suiça. Conhecido pelo seu perfil humanitário e espírito de abertura, dará continuidade ao impulso de ecumenismo trazido por Kasper . A carta pessoal de aceitação é bem explícita:

"Au mois de février déjà, le Pape m’a demandé si je serais prêt à prendre en charge cette responsabilité. A cette occasion, il a souligné combien il lui importait que cette tâche soit à nouveau confiée à quelqu’un qui connaisse les Eglises et les communautés ecclésiales issues de la Réforme non seulement par les livres, mais par une expérience directe. Ainsi le Pape a montré à nouveau combien l’œcuménisme lui tient à cœur, et ceci non seulement avec les Orthodoxes, mais aussi avec les Protestants. L’unité des chrétiens est en effet une mission confiée par Jésus Christ lui-même, et son urgence aussi bien que ses difficultés sont aujourd’hui manifestes.Je suis conscient du grand honneur et de la grande responsabilité que le Pape me confie. Je le remercie pour la confiance qu’ainsi il me témoigne. Je suis également reconnaissant pour le travail important et sûr, effectué pendant ces dernières années par le Cardinal Walter Kasper, dont je prends la suite. Un dialogue œcuménique crédible et sincère, aussi bien au niveau théologique et spirituel que dans l’expérience vécue, m’a toujours tenu à cœur. (...) Je suis en même temps responsable des relations religieuses avec le Judaïsme avec lequel notre Eglise est liée de manière particulière. Je me réjouis de cette tâche et espère pouvoir servir, avec toutes les forces dont je dispose, ces défis devenus si importants depuis le Concile Vatican II."
 

De espanha, nem bom vento....

José Sócrates está para a PT como Eduardo esteve para o Mundial.
Uma reportagem na televisão sobre os terríveis aumentos que vão esmagar os portugueses, culpa do sócrates, claro. A "jornalista" afana-se à procura de ecos de revolta. Afinal os aumentos são tão ridiculamente irrisórisos ( três cêntimos num caso, cinco cêntimos noutro e por aí fora) que nenhum  dos  entrevistados notou e provavelmente não notará.

No aeroporto de Lisboa enquanto compro os jornais à espera do avião

- A sério, o 24 horas acabou mesmo?
 - Não me digas que tens pena...
- Por acaso tenho.
- Queres que vá buscar a esfregona para limpar as lágrimas? Um jornal trafulha...
(vox populi)

Calor

Hoje, não sei porquê, lembrei-me deste post. Talvez seja porque ultimamente há tantos tradicionalistas a saír do armário...

O Poema Pouco Original do Medo

O medo vai ter tudo
pernas
ambulâncias
e o luxo blindado
de alguns automóveis

Vai ter olhos onde ninguém o veja

mãozinhas cautelosas
enredos quase inocentes
ouvidos não só nas paredes
mas também no chão
no teto
no murmúrio dos esgotos
e talvez até (cautela!)
ouvidos nos teus ouvidos
O medo vai ter tudo
fantasmas na ópera
sessões contínuas de espiritismo
milagres
cortejos
frases corajosas
meninas exemplares
seguras casas de penhor
maliciosas casas de passe
conferências várias
congressos muitos
óptimos empregos
poemas originais
e poemas como este
projetos altamente porcos
heróis
(o medo vai ter heróis!)
costureiras reais e irreais
operários
(assim assim)
escriturários
(muitos)
intelectuais
(o que se sabe)
a tua voz talvez
talvez a minha
com a certeza a deles

Vai ter capitais
países
suspeitas como toda a gente
muitíssimos amigos
beijos
namorados esverdeados
amantes silenciosos
ardentes
e angustiados

Alexandre O'Neill

monty python football

Intermezzo

Um dia, numas férias de verão, li um livro chamado Intermezzo.
Os verões de então eram sagrados - ou seja, voluptuosamente longos, quentes como o inferno, feitos de refúgios de praia, litradas de limonadas, sestas obrigatórias, que as crianças precisam de crescer e os adultos de descansar, e, claro, intermináveis leituras. O livro era um romance banal que metia uma pianista e um enredo de amores impossíveis, mas foi o título que me atiçou a gulodice de ler.

Futurologia

Em breve estaremos entregues ao mais puro liberalismo económico.
O apetecível SNS será vendido às postas; o cheque ensino, liberalizado, permitirá ao agonizante ensino privado ser financiado pelo Estado sem qualquer contrapartida para que as elites endinheiradas não paguem de seu bolso a educação das crias; a escola pública será o depósito dos pobres e indesejáveis; as prestaçãoes sociais - o balão de oxigénio que permite a tantas famílias sobreviverem - serão extintas.
È a vitória do PPC.

Desabafo

Os meus peixes de aquário morreram e sinto-me vagamente culpada.