segunda-feira, maio 31, 2010

Boa escrita

Não me identifico muito com os conteúdos. Mas o mar salgado é um dos raríssimos blogues portugueses bem escritos, onde dá prazer ler pela limpidez da escrita.

segunda-feira, maio 24, 2010

Milagres

Hoje pensei muito na criança que está neste momento a ser submetida a um transplante delicadísssmo.
 Pensei na equipa que a opera - e no Deus que os habita e que assim age para a salvar.
Acho que deus é muitíssimo delicado nesta coisa dos milagres. Delicado e tão completamente dependente da acção humana que o seu sopro só se sente depois de passar.
Quem não percebe isto está à espera de malabarismos de feira por parte da divindade.
Quem pressente o milagre sabe que ele está à espreita, enquanto o cirurgião chamado à pressa porque chegou um orgão compatível esfrega meticulosamente as mãos.
E nesta confiança está o coração do milagre.

Mariolatria

A propósito da recitação compulsiva de rosários como arma de ódio:

" A outra forma errada de oração, contra a qual  o Senhor nos adverte é a tagarelice, aquela profusão de palavras que nos asfixia o espírito. Todos conhecemos o perigo de recitar fórmulas habituais, enquanto o espírito vagueia por longe."
Ratzinger, J ( 2007) Jesus de Nazaré , Lisboa: Esfera dos Livros

O próximo Papa

Depois da "deriva progressista" de Bento XVI, ao apontar como inimigos da Igreja não os ataques externos mas o pecado interno ( ou seja, os padres pedófilos), alguns dos discípulos do teólogo Joseph Ratzinger , hoje purpurados, resolveram abertamente tomar posições públicas sobre o que precisa realmente de ser mudado dentro da Igreja Católica. O fim do celibato clerical, a questão da aceitação contracepção e do preservativo, ou mesmo a ordenação de mulheres,  não são questões doutrinárias fechadas, muito pelo contrário - os recentes escândalos serviram para trazer  à  luz do dia as fragilidades de uma doutrina dúbia e sem grande sustentação teológica, onde as razões do poder disciplinar se soprepoem à verdade evangélica.
Na linha da frente deste movimento transformador está o Cardeal  Christoph Schönborn, Arcebispo de Viena que começa a ser apontado como o próximo Papa.
Já aqui o tinha escrito.
Não se trata no entanto de uma tendência isolada - a voz corajosa de Schönborn é a voz da igreja.

sábado, maio 22, 2010

Mariolatria

Há qualquer coisa de muito perverso na mariolatria belicista e caceteira.
Esta gente reza terços como quem vomita fórmulas mágicas de maldições - ou seja, como arma de guerra.
Precisam mesmo de conversão.

Diz que é uma espécie de poesia

Não há nada tão "sagrado" quanto a "animalidade" do amor.
Isso nos faz humanos - a inteireza do ser, eros e agape.

quarta-feira, maio 19, 2010

Growing old

nos rostos de sempre
a velhice ganha vincos como uma nódoa.
os olhos pisados,
aquelas rídulas fundas em redor dos lábios,
 as dobras do pescoço a descairem
 a marca da morte anunciada.

da busca

Deus respira-me.
a sua mão sustenta as minhas vértebras.

Só que poucas vezes me dou conta

De mim

Abandonei-me a mim mesma
um pouco por toda a parte onde palmilhei.
aquela que eu era nos recreios da minha infância
ainda deve andar por lá a gargalhar.

avisto-a de vez em quando
no ingénuo espanto
com que a beleza me toca

Mas é nos  olhos dos meus filhos
que mais tropeço nela.

Descoberta

Descobri  tardiamente
o que todas as crianças,
 todos os camponeses ,
todos os atletas de alta competição
e todas as putas sabem:
o nosso corpo é a nossa maior riqueza,
 é a nossa fonte
a nossa mais radical identidade.

Artesão de mim

Pratica-te
como uma contínua perplexidade
como um artesão
que em cada momento
fabrica um corpo

Aguarela

a dor
diáfana
curva-se para a sombra das magnólias

o jardim tresnoita
vagarosamente
entre as mãos perfuradas
do sono de deus

Os estéreis

"Quem é que trata destas pessoas na velhice? Não têm filhos, nem podem ter netos. Também têm direito a ser tratados, logo, vai sobrar para todos nós. Vai sobrar para os contribuintes"

Que fazer destes inúteis? Porquê gastar dinheiro dos contribuintes com eles ?

 A benemérita e católica ISILDA pegado esqueceu-se de  todos os idosos sem descendência, casados ou não,  beatas, padres e e freiras incluidos.

O que fazer? Deve o apoio na terceira idade depender da função reprodutora que cada um teve?

segunda-feira, maio 17, 2010

Casamento homossexual aprovado

A felicidade dos outros faz-me feliz.

Casamento homossexual

Nas comemorações do dia mundial contra a homofobia que hoje se celebra,o PR cavaco silva vai comunicar ao país a decisão sobre a promulgação da legislação sobre o casamento homossexual.
O  recurso ao veto presidencial não tem quaisquer efeitos práticos:  porque a lei irá ser aprovada mais tarde no parlamento por 2/3 dos deputados. Mas pode ajudar cavaco silva a começar a campanha elitoral, piscando o olho à maioria homofóbica. Depoiis do beijamão papal, p veto presidencial. Soa bem e não tem consequências.
O timing é perfeito - por ser no dia de hoje e porque o papa já saiu do território nacional.
Veremos.

Um papa nada integrista

Aos que esperavam que a visita de Bento XVI em Portugal permitisse alguma esperança para um certo tipo de movimento integrista tridentino, a visita do papa saldou-se por uma dramático desconsolo expresso em vagas recriminações ou um compungido silêncio.

De facto, quer nos vários discursos pautados ao milímetro, quer nas várias tomadas de posição públicas, Bento XVI revelou-se tudo menos o reaccionário integrista católico de que se querem apropriar. O seu discurso no CCB, foi de uma abertura e progressismo notáveis, as referências à civilização do amor, ao primados dos direitos humanos, a saudação ao centenário da república, o assumir plenamente a questão de pedofilia clerical, a cordialidade com os representantes laicos do estado português , a defesa da laicidade, uma postura de serenidade e até humildade ( nada impomos, apenas propomos), o diálogo com o mundo da cultura e das artes, o encontro inter-religioso e ecuménico, tudo pontos de clivagem com os tradicionalistas mais rígidos ou com certas tendências de algums movimentos radicais .

Mesmo nas questões da moral sexual da Igreja, o papa espantou positivamente por não ter um discurso contundente ou reaccionário. Na sua curta e parca intervenção sobre o aborto, por exemplo, não apelou a leis mais restritivas nem á penalização criminal das mulheres que abortam – limitou-se a referir o seu apoio a instituições que combatem as condições socioeconómicas e culturais que explicam o recurso ao aborto e considerou mesmo a mulheres uma vítimas desse drama. Ora esta visão moderada e de compaixão nada tem a ver com os fundamentalistas pretensamente provida, e deixou alguns bastante furiosos com a “tolerância papal. De igual modo, embora fizesse uma referência ao casamento heterossexual, não teve nenhuma reacção mais contundente ou de pressão sobre o PR…

Quanto aos que sonhavam com uma missa tridentina em Fátima rezada pelo papa ou com a crítica papal ao Cardeal Patriarca ou aos Bispos portugueses considerados como heréticos progressistas, o que resultou desta viagem foi uma clara afirmação do Bispado português e da sua actuação moderada e positiva, defensora do Concílio Vaticano II, uma atitude tão diferente do reaccionarismo crispado da igreja espanhola.

A organização do evento, excepcional, a máquina publicitária, a articulação igreja estado estiveram no seu melhor e isso dá também uma boa imagem dos “pastores actuais”.

sexta-feira, maio 14, 2010

A minha visão sobre o aborto

Nem excomunhões, nem penas de prisão para as mulheres que abortam.
Mas uma responsabilização social e colectiva:
" lutar contra os mecanismos socioeconómicos e culturais que levam ao aborto"
 e "a reconciliação e cura das pessoas(mulheres) feridas por aquele drama.


14 de maio

Dia especial.

Histeria de massas

Segundo informações, no Porto, hoje, centenas de  pessoas foram assitidas com crises histéricas e de ansiedade. Palpitações e desmaios foram os episódios mais frequentes.

Em Fátima a histeria colectiva originou coisas mais graves. Milhares de pessoas con síncopes, desmaios e ataques de ansiedade foram assistidas. No meio da confusão algumas tiveram de ser hospitalizadas e houve pelo menos um ferido em estado grave.

Madrid me mata

Zapatero sob ataque resiste valentemente; a boda de Lolita con Pablo Duráita , festejos da extrema direita franquista por causa da condenação do juíz Baltasar Garçon , o mundo por aqui é mais nítido.

Espanha ainda tem cicatrizes abertas da guerra civil,  e a hedionda falange ainda tem poder.
A vingança de Pinochet.

quarta-feira, maio 12, 2010

doutoramento de um amigo à tarde, jantar festivo daqui a pouco.

CCB

"“Fazei coisas belas, mas sobretudo tornai as vossas vidas lugares de beleza”.

Eis a mensagem evangélica mais pura.

Para mim a visita papal acabou aqui - nada mais B16 pode acrescentar.

Ambiente geral

Jornalistas àvidos à espera de uma frase solta que possa originar um escândalozinho.

A comunicação do papa, contida, marcada até ao milímetro pela vontade de não caír na armadilha e provocar polémicas.

Até agora, não há um único "improviso papal". Só discursos formais preparados ao milímetro.

Há uma grande vontade de não dizer certos disparates doutrinários do costume

E grande brilhantismo profissional do porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi.

Os jornalistas admiram-no.

Socrates bentificado

"As relações entre o Estado e a Igreja Católica são excelentes", disse o primeiro ministro no final do encontro com Bento XVI".
nem o casamento dos homossexuais a perturbou.
Deo Gratias.

Na mouche

Comentário da minha filha mais velha sobre os cartazes colados em cartolinas, os lenços, as  pulseirinhas  e o ambiente festivaleiro:

"isto parece um concerto dos Tokyo hotel para mais de 65 anos"
Foi a melhor definição que ouvi sobre o ambiente "litúrgico" em Lisboa.

O melhor spot publicitário cristão - o pai nosso

O inventor foi o JC.
Tem a vantagem de poder ser rezado por todos os cristãos, num ecumenismo vivo.
E o spot é mesmo bem conseguido, porque mistura as vozes que nos vendem habitualmente carros de marca e iogurtes com vozes da rua.
Passa na RTP.

CCB - a cidadania e os direitos humanos

Cheio. Não pude estar mas os amigos vão-me mandando SMS em directo.

O Papa apela à construção de "uma cidadania mundial fundada sobre os Direitos Humanos e as responsabilidades dos cidadãos"
Os meus amigos sorriem, eis uma frase que pode ser dita por qualquer radical de esquerda e que provoca uma certa urticária nos piedosos integristas e no mainstream de direita espalhado pela sala.

Eu sempre achei que este velho Rat ,bem lá no fundo, é um revolucionário.
 Sobretudo depois de ler a sua última encíclica.

Pergunta retórica

Porque é que num do spots promocionais da visita do papa  ( RTP1) a música de fundo com a cara do papa é o Requiem de Mozart?

os rad trads tiveram de baixar a faixa

Os rad trads tentaram uma manifestaçãozinha política em frente ao papa, na missa campal em Lisboa, mas a pressão dos católicos  à  sua volta foi tanta que tiveram  de "baixar a faixa".
A faixa e a parvoeira.
 Foram-se embora de monco caído.
Parece que para os lados de fátima...
Esperemos que por lá haja bons católicos, para os ajudar a controlar a histeria e as cabeças rapadas (ou com véus azuis, no caso do mulherio)

Jovens: O papa mandou-os dormir

A miudagem decidiu prolongar as noites da queima.... e o papa mandou-os para a cama.. .
( Aposto que a distribuição de preservativos  feita à tarde vai ter utilidade  ainda esta noite,  para esta animada malta)

Pergunta retòrica

Será que alguém dà beijinhos ao papa?

Primeira mensagem papal MUITO INTELIGENTE

referindo-se oas casos de pedofilia, o papa foi claro:
O problema que a igreja enfrenta não vem de fora mas de dentro - dos terriveis pecados do abuso sexual de menores.
"O sofrimento da Igreja vem do interior da Igreja, dos pecados que existem na Igreja. Considero isso algo verdadeiramente aterrador. A maior perseguição à Igreja não vem dos inimigos do exterior mas nasce, sim, dos pecados da Igreja. Existe a grande necessidade de se cumprir a penitência, de aceitar a purificação, de forma a procurar o perdão mas também a justiça. O perdão não exclui a justiça".



Bento XVI (sobre os casos de pedofilia na Igreja Católica)

Com este discurso inicial, o papa descola-se da atitude esquizofrénica da vitimização persecutória  ( que tem sido a pedra de toque dos discursos católicos) e assume a responsabilidade da Igreja face aos crimes cometidos.
Só por isto merece um beijinho.

terça-feira, maio 11, 2010

Missa Nova

Sempre. Admirável a intervenção de D. Policarpo.

Cavaco esteve bem a república também

Imagens simpáticas da família real  portuguesa , quer dizer,  da realeza republicana a acolher o chefe de estado do vaticano. Uma familia simpática, crianças, imagens ternurentas apesar do protocolo.
Suponho que os monárquicos fervam de  indignada flatulência  ao verem estas imagens.
Mas Bento XVI foi ainda mais longe - saudou os 100 anos da implantação da república.
A recepção em S. Bento foi o melhor  arranque para a campanha presidencial de Cavaco Silva.
Tudo isto uns dias antes do mesmo PR se preparar para promulgar em definitivo o casamento homossexual.

Missa em Lisboa

Belíssimo o enquadramento do altar.  Bom  marketing para a cidade, António Costa exultava.

Missa en Lisboa

Mais uma vez, um primor  a organização profissional .
Vê-se que todas as estruturas estão mobilizadas e a máquina da Igreja funcionou de norte a sul do país para conseguir esta concentração em Lisboa.
Opus , Quicos e ML em força, com reforços espanhóis para compôr o recinto..
Mesmo assim muitas clareiras , ou seja muito espaço vazi o, pouco ajuntamento genuino.
O que me impresionou foi a falta de emoção. Nada daquele entusiasmo da multidão,  tão típica do papado  João Paulo II , mas mesmo nada.
Agumas pessoas estavam á espera de .... João Paulo II  e escondem a a desilusão.
. Os próprio jornalistas , em directo, tropeçam no nome. João Paulo II está mais presente que nunca, e a artificialidade do "acolhimento"  surge inevitável.

Depois de jesus , o papa

Iniício muito frio, quase patético na recepção oa papa da parte da manhã. Ruas praticamente vazias. Pouco entusiasmo.
Depois da euforia benfiquista. tão eufórica e genuína, o contraste é marcante.
Sobra o rigor da organização.

segunda-feira, maio 10, 2010

Fraudes

è inacreditável o conjunto de banalidades fraudulentas em que as pessoas acreditam...
afinal, quem não tem fotografias em uniforme com a mãe?
quem não tem um àlbum de fotografias com a mãe, especialmente se já morreu?
quem é que nunca telefonou à mãe?
quem é que nunca teve um cão?
o conjunto de fraudes disparatadas e palavra tiradas daqueles livros que se vendem aos kilos nos supermercados de província..
e mais, se um cinquentão mais ou menos céptico pode ser embalado por estas tretas, imaginem as pessoas baralhadas e confusas, a sofrerem processos de luto patológico.

Deserts

Enfin il y a les déserts intérieurs ; c’est de ceux-là qu’il nous faut parler, sachant reconnaître ce qu’ils ont de douloureux et de torride, mais en essayant aussi d’y découvrir la Source cachée, l’oasis, la Présence inattendue qui nous accueille sous un palmier de sourires, autour d’un feu où la dans des «passants » se joint à celle des étoiles. Car le désert n’est pas un but, il est un lieu de passage, il est une traversée, chacun a sa terre promise, son attente à décevoir, son espérance à éclairer.
Certains vivent cette expérience du désert dans leur corps ; que cela s’appelle vieillir, être malade, subir les conséquences d’un accident. Ce désert-là est parfois long à traverser.
D’autres vivent le désert au cœur de leurs relations, désert du désir ou désert de l’amour, des sécheresses et des ennuis qu’on n’a pas appris à partager.
Il y a aussi les déserts de l’intelligence, où le plus savant se heurte à l’incompréhensible, le plus conscient à l’impensable. Connaître le monde et ses matières, se connaître soi-même et ses mémoires ne va pas sans déserts à traverser.
Il y a enfin les déserts de la foi, le crépuscule des idées et des idoles dont on avait fait des dieux ou un Dieu pour rassurer nos impuissances et opprimer nos plus vives questions.
Chacun a son désert à traverser, il s’agira à chaque fois d’en démasquer les mirages mais aussi d’envisager ses miracles : l’instant, l’alliance, la docte ignorance et la féconde vacuité.

Jean Yves Leloup

sábado, maio 08, 2010

A verdade

 95% dos católicos portugueses é a favor da contracepção eficaz;
84% dos católicos portugueses é a favor de relações sexuais antes do casamento
85% concorda com divórcio de pessoas casadas pela igreja.


Nota - se na missa papal em fátima excluissem da comunhão todo os que usam pílula e preservativo, esvaziava-se o recinto.
Eu já suspeitava.

A verdade liberta

A verdade liberta

A study of 400 women attending an STI clinic in Pune, India showed that:
25 percent were infected with STIs

14 percent were HIV positive

93 percent of these women were married

91 percent had not had sex with anyone other than their husbands

UNICEF, UNAIDS, WHO (2002) ‘Young people and HIV/AIDS: Opportunity in crisis.

Fotografia - Mulher com Sida num hospital do Camboja

A verdade liberta

Mulheres e HIV

Prevenção da SIDA em Àfrica

Condom use and HIV


Condoms play a key role in preventing HIV infection around the world. In sub-Saharan Africa, most countries have seen an increase in condom use in recent years. In studies carried out between 2001 and 2005, eight out of eleven countries in sub-Saharan Africa reported an increase in condom use.
The distribution of condoms to countries in sub-Saharan Africa has also increased: in 2004 the number of condoms provided to this region by donors was the equivalent of 10 for every man,8 compared to 4.6 for every man in 2001. In most countries, though, many more condoms are still needed. For instance, in Uganda between 120 and 150 million condoms are required annually, but less than 40 million were provided in 2005.
Relative to the enormity of the HIV/AIDS epidemic in Africa, providing condoms is cheap and cost effective. Even when condoms are available, though, there are still a number of social, cultural and practical factors that may prevent people from using them. In the context of stable partnerships where pregnancy is desired, or where it may be difficult for one partner to suddenly suggest condom use, this option may not be practical.
In many parts of Africa, as elsewhere in the world, the AIDS epidemic is aggravated by social and economic inequalities between men and women. Women and girls commonly face discrimination in terms of access to education, employment, credit, health care, land and inheritance. These factors can all put women in a position where they are particularly vulnerable to HIV infection. In sub-Saharan Africa, around 59% of those living with HIV are female.
In many African countries, sexual relationships are dominated by men, meaning that women cannot always practice safer sex even when they know the risks involved. Attempts are currently being made to develop a microbicide – a cream or gel that can be applied to the vagina, preventing HIV infection – which could be a significant breakthrough in protecting women against HIV. It is likely to be some time before a microbicide is ready for use, though, and even when it is, women will only use it if they have an awareness and understanding of HIV and AIDS. To promote this, a greater emphasis needs to be placed on educating women and girls about AIDS, and adapting education systems to their needs. In some Southern African countries the rate of HIV among 23-24 year old females is far higher than that of 15-17 year old girls. This suggests prevention activities should target women at a young age and ensure they have the knowledge and skills to avoid HIV infection from when they become sexually active.

sexta-feira, maio 07, 2010

Mensagem papal

Parece que o papa não vem a Portugal falar de contracepção, nem de preservativos, nem de sida, nem do aborto, nem do casamento entre homossexuais.
Segundo fontes bem informadas nada disto incomoda BXII, e pouco ou nada tem a ver com questões centrais da fé católica.
Ora ainda bem. Sempre me pareceu que quando o papa fala publicamente nestes temas só diz disparates.

Marketing religioso - a Igreja não está em crise ( pelo menos financeira)

Afinal, a agência de recrutamento de "apoiantes espontâneos" ao papa, acabou de fechar as portas online. Como ainda havia vagas, presume-se que o recrutamento será mais discreto a partir de agora.
Menos discreta é a magnífica campanha de marketing publicitário à volta da visita papal. Profissionalíssima e luxuosa, ao melhor estilo de campanhas publicitárias de lançamento de produtos, sem o mínimo de pudor  no que toca à pobreza evangélica, num país à beira da ruptura.
Seria interessante divulgar os custos - e saber quem paga.

Adenda - Depois não me venham pedir  esmolas no meio das Missas.

New age

Garanto que esta coisa haver bloggers a  fazer a cobertura da visita papal vai ser divertido.

quinta-feira, maio 06, 2010

Propósito para hoje

Praticar o mandamento da inquietação.
O Papa vem a Fátima, o Benfica vai ser campeão, o Mundial vai começar.

De festa em festança, lá vai a dona constança.

Apontamento 3 - em plena crise económica

37 milhões  de euros.
De acordo com especialistas, este é o custo aproximado da tolerância de ponto concedida a todo o país no dia 13 de Maio por ocasião da visita do Papa.

Adenda - livrem-se de me vir pedir o subsídio de férias para equilibrar as finanças públicas.

Manifestações espontâneas de apoio ao papa - Apontamento 2

Fala-se de um rumor de haver milícias de jovens catolaicos, mais ou menos agressivos, prontos para conter os "grupos provocadores" que possam surgir. A "provocação blasfémica" é uma inocente distribuição de preservativos.
De notar que os jovens católicos são os que habitualmente dão bastante uso aos preservativos que dizem abominar, sobretudo na semana que se aproxima - em que o sexo desenfreado, álcool e drogas a rodo alegram os pobrezitos estudantes de norte a sul do país em queimas das fitas icónicas.
Temo que os tristes venham directamente das noites académica para as missas papais, ainda a ressacar e possam ter comportamentos menos... católicos.

Manifesto maternal

As minhas crianças não.

Manifestações espontâneas de apoio ao papa - Apontamento 1

Parece que a campanha de marketing religioso está a ser conduzida com eficácia. Pelo sim, pelo não, uma empresa de publicidade está a contratar figurantes para "comporem " a moldura humana de acolhimento ao papa durante a MISSA, no Porto. Os contratados, para o emprego de "apoio ao papa"! além de uma tshirt publicitária, podem ter um pagamento de € 3,5 à hora. No total, o apoio ao Papa pode render €17,5 por  Missa. Parece-me bem. Quem sabe, se alargassem o conceito ($$$$$$)  às regulares práticas dominicais não voltariam  a encher as igrejas aos domingos.


 Enfim, tradição já não é o que era.

quarta-feira, maio 05, 2010

Do riso necessário

"No dia do enterro da sua mãe, C. foi picada por uma abelha. Estava muita gente no pátio da casa da família.
Vi C, no infinito dos seus quatro anos, ser surpreendida primeiro pela dor que a  picada lhe provocara; a seguir, mesmo antes de começar a chorar, buscar avidamente com os olhos, por entre todos os que ali estavam, aquela que desde sempre a consolara, e parar bruscamente essa procura,  por, de repente, ter compreendido tudo acerca da ausência e da morte.
Esta cena, que durou alguns segundo, foi a mais pungente que jamais vi.
Existe, para cada um de nós, uma determinada hora em que o conhecimento inconsolável nos invade a alma e despedaça.
É à luz dessa hora, chegada ou não, que todos deveríamos falar, amar e, se possível, rir juntos"

Christian Robin , Ressuscitar

morrer matando

A face conservadora do vaticano.

Preservemos a verdade

"Hay que decir con toda claridad que no es competencia de la Iglesia ni el prohibir el preservativo ni recomendarlo. Ciertas posiciones de algunos eclesiásticos chocan con las medidas relativamente eficaces para combatir la pandemia, usadas por personal sanitario católico implicado en la prevención del sida. Lo irresponsable sería no usarlo, a sabiendas de que hay peligro de contagio o de que no se tiene el proyecto de responsabilizarse de un embarazo. Pero, como he repetido otras veces, no tendría ni siquiera que hacerse problema de ello. Es cuestión de responsabilidad, sentido común y, por supuesto, un poquito de buen humor, que a veces se echa de menos en algunos mitrados”.

Cá estaremos

50 bloggers e utilizadores do Twitter foram convidados a acompanhar mais de perto a visita papal, estando presentes nas cerimónias. Haverá um espaço especial para este "trabalho" de divulgação online.
E atenção que a variedade dos escribas  é grande, muito grande mesmo... E nem todos alinham pela bitola trad.

:)))

jesus

o homem é carpinteiro e há dias que trabalha com as mãos na madeira
tem as mãos nodosas, como se os veios da madeira lhe tatuassem a pele,
mãos e madeira entroncando-se no acto de esculpir.

o carpinteiro fabrica uma cadeira para um velho poderoso,
adorado por muitos como deus na terra.

o homem passa horas curvado a trabalhar
 tem lascas nos dedos, mãos habilidosas e uma humilíssima história.

há dois mil
 anos, um outro carpinteiro, na galileia,
fabricou cadeiras para os poderosos do tempo e do templo.
por isso, se há alguém que é deus na terra, não sei se é o carpinteiro com mãos nodosas,
se o velho que se sentará  na cadeira do poder,
para ser adorado.

segunda-feira, maio 03, 2010

Olhar e ver

O corpo é uma estrela suada  a bater nas janelas.
Janelas que se resguardam num interior silencioso.
Janelas rasgadas sobre o vale duma suave luminosidade.
Janelas translúcidas, que se podem entreabrir para o espaço do olhar alheio,
na quieta doçura de uma invasão consentida.
Ou então, simplesmente abrir o olhar através das janelas - olhar para fora, para o outro, para a vertigem da beleza do mundo.

Dias com árvores

A cada instante, o vento sopra as as folhas do plátano, uma a uma, sem esquecer a mais ínfima, recém-nascida da primavera iniciada.
Tenho um pacto com esta árvore que me comtempla todos os dias mal acordo.
O ano passado, por esta altura, dizia-lhe - quando perderes as folhas agora recém nascidas já terei acabado este desafio.
Agora, vencido o desafio, prometo-lhe: para o ano que vem estaremos as duas mais verdes, mais vivas, com o vento a serpentear-nos as folhas, uma a uma, sem esquecer as mais minúsculas.

Os meninos de sua mãe

Uma tarde, com a carrinha atulhada de miúdos , passei por Chalon-sur-Saône.
Lembro-me das casas douradas sobre o rio, a estrada a serpentear entre bungavílias e aquelas rotundas carregadas de cores como um jardineiro gordo. Atrás, as crianças cabaceavam de sono, pelo retrovisor espreitava-lhe as pálpebras semiestremunhadas pelo embalo, as bochechas inclinadas para o lado , a covinha no queixo, a sombra doce das pestanas, caracóis, trancinhas, todos os pequenos encantamentos secretos que enchem o coração das mães,

Talvez a vida seja apenas isto - um fragmento atrás de fragmento, um vislumbre da beleza absoluta, uma levíssima aproximação ao mistério.

Comentário desportivo

O meu sorriso, hoje, é definitivamente azul.

;))
"Le paradis est érotique : oui, puisque « c’est un mouvement (eros) et c’est un repos (paradis) ».

C’est aussi mon expérience :
L’Être qui Est, est là - Dieu ne peut pas être ailleurs que partout, le paradis (donc) est là.
Ce qui manque, c’est la conscience de l’Être ou de l’Amour (Agapè) qui est là.
Le paradis ne peut être qu’érotique, car sans le désir de l’Être qui est là comment pourrais-je le goûter, en avoir conscience, être un avec lui ?
Ce n’est pas la lumière qui manque à nos yeux, ce sont nos yeux qui manquent à la lumière.
Ce n’est pas la vie qui nous manque, c’est le désir (Eros) de vivre.
Ce n’est pas l’Être, l’Eveil, la Vérité... qui nous manquent, mais le « désir » de l’Être, de l’Eveil ou de la Vérité...
Ce n’est pas le paradis qui est perdu, c’est la conscience et le désir du paradis, ces deux ailes d’Eros qui font l’homme angélique, « entier avec un manque », heureux sans être satisfait, toujours au but sans jamais se croire « arrivé » (ce serait la mort). "

Jean-Yves Leloup

Ser cristão

"Não tenho medo do julgamento final, sei que seremos julgados por um olhar de criança...
Quando hoje me coloco diante desse terrível olhar inocente, não consigo ter ilusões sobre mim mesmo e, ao mesmo tempo, não posso mais desesperar. Quando somos olhados assim, não nos sentimos mais fora do alcance do amor, qualquer que seja a espessura de nossas máscaras".

Jean-Yves Leloup, em O absurdo e a graça

sábado, maio 01, 2010

Encontros

Há meia hora que os meus filhos gargalham.O riso enche a casa em catadupas. Nada mais é preciso.

Ressuscitar

No cemitério de Saint-Charles a secção das crianças fica na parte mais alta.
Anjos de mármore branco de uns cinquenta cêntimos fazem com a luz do céu ricochete sobre os túmulos estreitos.
Uma criança de cinco anos, morta em 1942, tinha um companheiro da mesma idade que, no dia do seu enterro e nas semanas seguintes, afirmara aos pais que não abandonaria o amigo e iria em breve brincar com ele debaixo da terra.
As fábricas de Creusot foram bombardeadas um ano mais tarde. A criança morreu num desses bombardeamentos. Repousa ao lado da campa do seu amigo.
Aqui, com um pouco de silêncio, pode ouvir-se a dor e o pranto das famílias.
Com um silêncio um pouco mais profundo conseguimos surpreender os risos dos dois inseparáveis, ocupadíssimos a brincar após a festa do reencontro.»

(Christian Bobin, em "Ressuscitar")